Isabela e o time dos mansos e quase mansos(Assine)

Isabela e o time dos mansos e quase mansos

Rodrigo R. T. (1979)

São Paulo – SP

Isabela, primeira paixão da minha vida, uma paixão que nunca fiz qualquer esforço para tentar esquecer. Namorei outras, me apaixonei por outras, casei com outra, mas sempre mantive contato com ela, mesmo ela estando casada também.

Aquele motel já era nosso conhecido, aquelas conversinhas durante o descanso depois das duas primeiras, sem tirar de dentro, também já eram costumeiras, mas, naquele dia, a conversa tomou um rumo diferente e levou a uma descoberta chocante… para mim foi chocante.

– No que está pensando? – perguntei, ao vê-la com o olhar fixo e parado num canto qualquer do teto da suíte.

– No que estou pensando…? Estou pensando que qualquer dia eu viro uma Larissa. – ela disse, ainda com aquele olhar distante.

– Que Larissa? – perguntei, sem ter a mínima ideia sobre o que ela estava falando.

– Qualquer dia ele me mata.

– Ele… ele quem?

– Meu marido, oras!

– E por que ele vai te matar?

– Você é inocente ou está fazendo curso de inocência? – ela perguntou, virando-se para mim e ficando com a cabeça um pouco acima do meu peito.

– Nenhum dos dois. Só não entendi o porquê dessa sua conversa.

– Ah…! Não entendeu? Então compenetre-se. Qualquer dia ele me pega na cama igual o marido da Larissa pegou ela… Coitada!

– O que houve com ela?

Assine para continuar lendo

Assine por R$ 9,90 mensais e tenha acesso a centenas de contos renovados periodicamente


Encontre mais contos eróticos da Anna Riglane também na

amazon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s