Piranhazinha é o cu da mãe!(Assine)

Piranhazinha é o cu da mãe!

Mariane B. C. (2002) – Jabaquara – São Paulo – SP

Transcrito por Anna Riglane

Depois de um longo namoro, praticamente um casamento, e de total fidelidade ao menino amado, de repente as coisas começaram a desandar e logo eu estava numa solidão profunda… profunda de sofrer mesmo, sentir na alma e na carne a ingratidão e a falta do menino.

Verdade mesmo, logo me dei conta, a falta era o que mais fazia falta, e fazia falta na carne; se é que me entendem.

– Arruma outro e esquece ele. – dizia uma amiga.

– Vamos sair, dar um rolê, se divertir. – dizia outra, outras.

– Homem nenhum merece nossas lágrimas. – dizia uma tia.

– Nossa, tia! De onde a senhora tirou isso? – eu perguntava.

Mas esquecer o menino como… sair por sair como… deixar de chorar como…?

Então, como que por um milagre, a solução apareceu num certo dia, de repente, na fila do caixa do supermercado, no caixa do supermercado.

– Maurício! Você trabalhando aqui… que surpresa!

Maurício, meu primeiro namoradinho…

Assine para continuar lendo

Assine por R$ 9,90 mensais e tenha acesso a centenas de contos renovados periodicamente


Encontre mais contos eróticos da Anna Riglane também na

amazon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s