Surpresas de uma mulher crente… que tanto fiz até comer (Assine)

Surpresas de uma mulher crente… que tanto fiz até comer

Renato G. F. (1982) – Mooca – São Paulo – SP

Transcrito por Anna Riglane

Até que eu andava um tanto sossegado, satisfeito com o mulherio, quando entrou na firma uma crente.

Dona Mirtes, na casa dos trinta e pouquíssimos anos, casada, vivia quieta pelos cantos e com uma bíblia na mão sempre que podia.

Era bonita e com um corpão daqueles, mas sempre coberta com roupas discretas, era o recato puro, parecia até que não tinha vida sexual.

Fora disso ou junto a isso, era um amor de pessoa, muito meiga, bondosa, habilidosa com o serviço e sempre disposta a colaborar com os colegas.

E por falar em colegas…

Assine para continuar lendo

Assine por R$ 9,90 mensais e tenha acesso a centenas de contos renovados periodicamente


Encontre mais contos eróticos da Anna Riglane também na

amazon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s