Um cachorro estropofênico ou… quando a morte manda aviso (Assine)

Um cachorro estropofênico ou… quando a morte manda aviso

Fábio M. F. (1990) – Valinhos – SP

Transcrito por Anna Riglane

Tudo o que eu mais queria naquele domingão de sol era esquentar a carne na churrasqueira, me encher de caipirinha e cerveja, aproveitar que na parte da tarde a patroa ia sair com as crianças e… e sonhar com a vizinha da casa que fazia fundos com a minha casa. A vizinha na piscina, só de biquíni…

Melhor que sonhar seria, literalmente, pular a cerca, invadir o quintal da belezura, desnudar ainda mais aquele seu corpaço…

Carne eu assei, para a família toda, caipirinha bebemos juntos (eu e a esposa), depois ela saiu com as crianças e continuei bebendo, bebendo…

Assine para continuar lendo

Assine por R$ 9,90 mensais e tenha acesso a centenas de contos renovados periodicamente


Encontre mais contos eróticos da Anna Riglane também na

amazon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s